segunda-feira, 29 de agosto de 2011

FILHOS MIMADOS, HOMENS DESPREPARADOS


FILHOS MIMADOS, HOMENS DESPREPARADOS
Suely Pavan
Tenho uma amiga que diz que quando uma mulher tem um filho do sexo masculino, por alguma razão, ela fica abobalhada.  E desde o nascimento até a maturidade ela faz tudo por seu “fofo” rebento e não consegue perceber, pelo menos na maioria dos casos, o mal que faz para este futuro homem. Filhos mimados tendem a tornar-se homens despreparados para a vida. Ficam dependentes e para tudo dependem de uma mulher em suas vidas.
Há uma enorme diferença, porém, entre a mãe que tudo aceita, pois sente um amor incondicional por seu filhote e as futuras mulheres de carne e osso que o filho poderá ter. Mulher de verdade não aceita tudo de seu homem, por mais que o ame. E espera dele que o mesmo seja independente, não só em termos profissionais, mas principalmente em relação à vida. “Resolva marmanjo, não espere que eu faça tudo por você.”
A maioria dos homens lida bem com seus aspectos profissionais, mas muito pouco com os demais aspectos de sua vida, como por exemplo: saúde, compras de roupas e objetos pessoais, alimentação, afeto e até higiene.  Sabe-se, por exemplo, através de pesquisas, que as decisões de compra de uma família como um carro, imóvel, são feitas pelas mulheres, mesmo que o homem seja o pagante. Ou seja, aquele ditado grego que diz “O homem é a cabeça, mas a mulher é o pescoço” continua valendo na vida real. A mulher vira o pescoço do homem para o lado que quiser, já que sabe que ele depende dela para quase tudo. 
Já ouvi homens dizendo que se não tivessem mulheres viveriam como seres pré-históricos: comendo o que encontrassem pela frente; sem escovar os dentes e tomar banho; com roupas velhas e sujas e provavelmente numa caverna. Felizmente muitas mulheres estão começando a se cansar deste papel de “salvadoras da pátria” e exigindo cada vez mais de seus homens. Afinal de contas hoje em dia com a vida moderna e a multiplicidade de papéis exercidos pelas mulheres é cansativo carregar um homem nas costas. Sabe-se também que algumas mulheres agindo de um jeito antigo, preferem estimular a dependência de seus machos. É uma forma de manipulá-los, controlá-los e os deixarem felizes em suas mãos.
Obviamente, em função da criação que receberam por parte das mães, grande parte deles não gosta de ser tratado como um adulto e reage chamando a mulher de chata e cobradora. E literalmente emburram diante das exigências delas. Mas, como a cama não é um berço, o melhor que eles podem fazer se quiserem de fato uma mulher real na vida, é compartilhar a vida prática e não deletar tudo o que ocorre quando viram as costas para ir trabalhar. Já que filhos e a resolução de problemas domésticos continuarão a existir.
Espero, sinceramente, que estas novas mulheres também criem de forma diferente os seus filhotes. Preparando-os não só para serem bons profissionais como também homens, com “H”, em todas as esferas de sua vida.   

Um comentário:

monica alvesca disse...

Gostei bastante desse assunto, pois o que mais observo atualmente que isso tem sido muito frequente no comportamento dos homens em seu relacionamento. Moro com meu namorado e ele está dentro dessa estatística. Essa realidade é complicada para a mulher que na realidade espera muito mais desses homens e acabam se frustrando. Ficava sempre pensando o por quê desses tipos de comportamento do meu companheiro e agora entendo o que realmente ocorreu para que ele se comportasse assim. Ele realmente foi um menino muito mimado e não sabe lidar com alguns fatos da vida.

Maria Alves